Dez milhões de brasileiros são surdos. O número equivale a 5% da população, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Para se comunicar na sociedade, estudar e acompanhar as informações, essas pessoas precisam que as mensagens sejam transmitidas pela Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Poucas pessoas sabem, mas esse é o segundo idioma do país. Diante dessa grande necessidade, o curso de Libras é fundamental para formar novos intérpretes e professores. Trata-se de um mercado em expansão e você pode fazer parte dele.

Quer saber tudo sobre Libras? Continue a leitura deste post!

O que é Libras?

Libras é uma palavra formada pelas iniciais do seu verdadeiro significado: Língua Brasileira de Sinais. É uma linguagem realizada pelas mãos por meio de um alfabeto criado pelos sinais dos dedos, com foco na inclusão social dos deficientes auditivos.

Ela foi reconhecida como uma das línguas oficiais do Brasil em 2002, por meio de um projeto de lei regulamentado em 2005. A única diferença dela para os outros idiomas é que os gestos substituem o som, sendo marcados por movimentos das mãos e dos dedos — tudo sincronizado com expressões do corpo e da face.

Como existem milhões de deficientes auditivos no país e seus respectivos familiares, o aprendizado de Libras é essencial para garantir um convívio saudável , além de um desenvolvimento emocional e educacional.

Quanto mais pessoas souberem se comunicar nessa linguagem, mais oportunidades as pessoas surdas terão na sociedade. Aprender Libras, portanto, é tão importante quanto aprender o Português.

Como é o curso de Libras?

Sendo o segundo idioma oficial do Brasil, aprender Libras pode ser tanto um meio de profissão quanto de comunicação com os deficientes auditivos.

No caso de quem quer trabalhar na área, as possibilidades são na parte educacional ou como intérprete em canais de comunicação e palestras. Os surdos precisam aprender a ler e a escrever, então o curso de Libras forma educadores que atuam especificamente com esse público.

A formação pode ser em nível técnico ou superior. Nesse último caso, é preciso cursar Pedagogia ou Letras, com habilitação em Libras.

Várias faculdades oferecem essa possibilidade, com nota de corte variando entre 605 e 619 no ingresso via Enem.

Entre as disciplinas, podemos citar escrita de Língua de Sinais Brasileira, didática e educação de surdos, práticas de ensino em deficiência auditiva, práticas sociais de leitura e de escrita em Libras, entre muitas outras.

Como muita gente precisa aprender a Língua Brasileira dos Sinais, inclusive instrutores de autoescolas, existem vários tipos de cursos livres — presenciais ou a distância —, como veremos agora.

Como fazer um curso de Libras gratuito?

O local mais indicado para as pessoas fazerem um curso gratuito de Libras é no site doInstituto Nacional de Educação de Surdos, referência na inclusão dos deficientes auditivos.

A página disponibiliza uma TV online com produção em Libras voltada aos surdos. O curso é conduzido pelo Núcleo de Educação online do Instituto, que é bancado pelo governo federal.

Há um curso por semestre, com cinco módulos presenciais. Além disso, há várias plataformas que oferecem o curso gratuito em Libras. Entre elas, podemos citar:

Como fazer um curso de Libras online?

A maior parte dos cursos de Libras é oferecida na internet, exceto no caso das faculdades presenciais. Isso acontece porque as inovações tecnológicas contribuem imensamente para o aprendizado.

É possível aprender todos os detalhes do idioma por meio de videoaulas e exercícios repassados pelos professores. Inclusive, a prática é importantíssima para desenvolver melhor a Linguagem Brasileira dos Sinais.

Além dos citados acima, existem muitos cursos online de Libras, incluindo as faculdades no modelo EAD. Veja mais:

Como é a carreira do profissional?

Depois de concluir o curso de Libras, o profissional precisa passar em uma prova elaborada pelo Prolibras. Reconhecido pelo Ministério da Educação, o certificado demonstra que a pessoa está apta a atuar no mercado de trabalho.

De uma forma geral, a carreira profissional é bem promissora, com um salário médio inicial de R$ 1.930 para quem tem graduação em Letras ou Pedagogia. Quem fez apenas o técnico recebe cerca de R$ 1.300 no início da carreira. Esses valores têm como base uma carga horária de 20 horas semanais.

É importante informar que o profissional precisa gostar de lidar com pessoas e de linguagens, investindo ainda na constante capacitação na Língua Portuguesa e em Libras, afinal, são irmãs siamesas.

A carreira profissional é ampla pelo fato de vários setores necessitarem tanto de um professor quanto de intérpretes. Além disso, a inclusão está cada vez mais incentivada, ou seja, trabalho não vai faltar!

Como é o mercado de trabalho?

Como já enfatizamos em vários momentos ao longo deste post, o mercado de trabalho para quem domina a Língua Brasileira de Sinais (Libras) está em expansão no Brasil por conta dos investimentos da iniciativa privada e da pública na inclusão social.

É possível atuar em vários segmentos da sociedade.

Educação

O mercado precisa de professores para lecionarem para deficientes auditivos em escolas de ensino básico, fundamental, médio e superior, além dos cursos livres.

Consultoria

É possível auxiliar na elaboração da grade curricular dos novos cursos voltados aos surdos, principalmente no ensino da Língua Portuguesa.

Intérprete

intérprete de Libras

Congressos, palestras, reuniões, juizados, conferências e canais de TV precisam de intérpretes. A tradução pode acontecer tanto do Português para Libras quanto na ordem inversa.

Legendagem

Filmes, séries e outros tipos de vídeos necessitam de legendas para os surdos entenderem os conteúdos.

O mercado de trabalho tem várias possibilidades para quem domina Libras, basta pensarmos o seguinte: onde houver um deficiente auditivo, há a necessidade de um intérprete. Dessa forma, temos a dimensão da importância desse profissional.

Há muito chão pela frente. Em hospitais, delegacias e no comércio, por exemplo, é importante e necessário contar com profissionais habilitados em Libras. A produção de conteúdo também tem um vasto campo, pois a cada dia mais surdos querem consumir informação. Certamente, Libras é um curso excelente para quem está entrando no mercado de trabalho.

Viu como essa profissão é bem interessante? Mesmo assim, ainda continua na dúvida? Aproveite e veja como um teste vocacional pode ajudar!

Você pode gostar também