Enquanto a Engenharia realiza cálculos estruturais e projetos de grandes obras, a Arquitetura faz o design seja da fachada ou dos ambientes internos. Assim, trata-se de um curso com formação não só de disciplinas de exatas, mas também de humanas, pois existe uma preocupação na relação do homem com o meio em que vive.

A Arquitetura vai bem além do que o mero aspecto estético de uma construção. Ela se preocupa com o bem-estar e a saúde do ser humano. Para você se inteirar sobre essa profissão, elaboramos este post com informações bem didáticas de olho em sua escolha. Confira!

O que é Arquitetura?

A Arquitetura une a técnica e a arte em projetos de casas, apartamentos, além de obras em vários segmentos, de monumentos públicos a shoppings, passando por estádios, entre outros.

O objetivo da profissão é aproveitar, ao máximo possível, o espaço disponível para uma construção, sempre privando pelo respeito ao meio ambiente.

Na questão etimológica, Arquitetura é originária do grego por meio da junção das palavras arkhé (principal) e tékhton (construção), formando arkhitekton.

De forma geral, a Arquitetura está nitidamente ligada com a evolução do ser humano. Existindo desde o primeiro momento em que o homem necessitou construir abrigos para se proteger contra predadores e fenômenos naturais, a técnica foi evoluindo até atingir os dias de hoje.

Agora, a prioridade é a sustentabilidade, com traços minimalistas, muito uso de vidros, aproveitamento dos recursos naturais, valorizando o conforto e a estética de maneira criativa e inteligente.

Arquitetura e Urbanismo

O profissional que estuda esse ramo do conhecimento humano é um arquiteto urbanista. Isso porque ele fica apto a ocupar adequadamente os espaços disponíveis em cada projeto.

Além disso, faz a correta disposição dos objetos, aproveitando a incidência da luz e também a ventilação, ou seja, trata-se de um processo técnico artístico que contribui com a estética, mobilidade e recursos naturais dos espaços urbanos.

Nas cidades, é possível observar prédios, monumentos, galerias de arte, museus, igrejas, entre muitas construções que trazem traços de arquitetos renomados. Entre eles, podemos citar o famoso Oscar Niemeyer, que projetou Brasília, o auditório do Parque Ibirapuera etc.

No Brasil, a Arquitetura e Urbanismo foi regulamentada por meio da Lei Federal 5.194, no dia 24 de dezembro de 1966 para quem conclui o curso superior na área.

É importante informar que a parte do urbanismo diz respeito ao desenvolvimento de bairros, loteamentos, cidades e condomínios. Afinal, o arquiteto está apto a criar amplos ambientes, como aconteceu na região da Pampulha, em Belo Horizonte, por meio de outro projeto assinado por Niemeyer.

Curso de Arquitetura

O curso de Arquitetura é no nível bacharelado e dura cinco anos, com muitas aulas práticas. É obrigatória a apresentação do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC), fazendo com que o aluno elabore projetos que valorizem o conforto, a estética e a funcionalidade dos espaços. O curso também exige que o estudante cumpra estágio.

Basicamente, as aulas exploram disciplinas que vão do desenho técnico à estética, passando pela comunicação, ciências sociais, ergonomia, além das áreas específicas, como projeto arquitetônico, mecânica dos solos e fundações, entre outras. Veja algumas que são obrigatórias na carga horária do curso de Arquitetura:

  • Arquitetura e Urbanismo Integrada;
  • Arquitetura e Urbanismo Interdisciplinar;
  • Arquitetura Sustentável;
  • Ciências Sociais;
  • Comunicação e Expressão;
  • Conforto Ambiental (Acústica, Clima, Iluminação, Insolação e Ventilação);
  • Desenho de Representação e Observação;
  • Desenho Técnico e Expressivo;
  • Ergonomia, Antropometria e Acessibilidade;
  • Estética do Projeto;
  • Estudos Ambientais e Saneamento Urbano;
  • Ética e Legislação Profissional;
  • História da Arquitetura no Brasil;
  • História Geral da Arte;
  • Homem e Sociedade;
  • Informática Aplicada;
  • Instalações Prediais (Elétrica e Hidráulica).

Faculdade de Arquitetura

Como dito acima, o curso de Arquitetura dura cinco anos em uma carga horária integral. No Brasil, existem centenas de faculdades, inclusive muitas públicas, que aceitam a nota do Enem na seleção do Sisu.

Para você fazer uma boa escolha, selecionamos algumas instituições de renome na área. Veja:

  • Universidade de São Paulo (USP);
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ);
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG);
  • Universidade de Brasília (UnB);
  • Universidade Federal do Paraná (UFPR);
  • Universidade Presbiteriana Mackenzie;
  • Universidade Federal da Bahia (UFBA);
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS).

O curso de Arquitetura também é oferecido por várias instituições de ensino no modelo a distância (EAD).

Mercado de trabalho

O mercado de trabalho para quem se forma em Arquitetura é bem amplo em razão das várias possibilidades de atuação desse profissional.

O formando pode escolher seguir carreira autônoma, elaborando projetos para diversos clientes, assim como atuar em construtoras ou empresas em diversos setores. Veja algumas possibilidades da profissão:

  • Arquitetura de interiores;
  • Arquitetura industrial;
  • Arquitetura verde;
  • Edificação e construção;
  • Luminotécnica;
  • Paisagem e ambiente;
  • Restauro de edifícios;
  • Urbanismo.

Além disso, existem diversas vagas no serviço público por meio de concursos em âmbito municipal, estadual e federal. O profissional pode ainda seguir carreira acadêmica por meio do mestrado e doutorado, lecionando nas universidades.

Estágio Arquitetura

Como já informado, o estágio em Arquitetura é obrigatório ao longo do curso, que tem duração de cinco anos. Geralmente, o aluno começa a fazê-lo a partir do terceiro ano, quando o conhecimento já está mais embasado.

O estágio é fundamental para auxiliar na formação. Contribui com a melhor assimilação das disciplinas, ajuda no networking e abre as portas no mercado de trabalho.

Portanto, quando chegar seu momento de estagiar em alguma empresa ou poder público, não deixe de explorar todas as possibilidades.

Arquitetura: salário

A média salarial do arquiteto varia de acordo com a região de atuação. De maneira geral, ela vai de R$ 2.600 a R$ 7.000 iniciais.

Grande parte dos profissionais está na faixa de três a cinco salários mínimos por mês, ou seja, um pouco mais de R$ 5.000, no máximo.

No entanto, os ganhos podem ser bem superiores caso a pessoa tenha vários clientes ou exerça cargo de diretoria nas empresas.

Perfil do profissional

Quem quer seguir na área de Arquitetura certamente vai se destacar se for uma pessoa eclética, com conhecimento cultural bem diversificado, criativa, que tenha facilidade com a Matemática e goste de desenhar.

Estudantes que estão sintonizados com as tendências da moda e que têm engajamento em tudo o que fazem se destacam tão quanto a vivência em diversas experiências culturais.

Assim, Arquitetura é uma boa estrada para quem quer contribuir com um mundo melhor projetado e mais humanizado nos projetos.

E você, continua na dúvida sobre qual curso seguir? Então, que tal saber mais sobre teste vocacional? Certamente ele será bem útil para você fazer a correta escolha!

Você pode gostar também