Além de salvar vidas, os médicos são fundamentais para garantir a qualidade de vida das pessoas, da prevenção ao tratamento de doenças. É uma profissão que traz inúmeros desafios e exige muito estudo e dedicação, inclusive no primeiro passo: trata-se do vestibular mais concorrido do país, assim como tem as maiores notas de corte do Enem. Para saber se é esse curso o ideal, preparamos este post sobre o teste vocacional Medicinaespecialmente para você.

Portanto, continue a leitura e veja ainda a realidade do mercado do trabalho e as inúmeras possibilidades que a profissão reserva para quem sonha em vestir um jaleco branco. Vem com a gente!

Teste vocacional: Medicina

Quem almeja seguir a carreira de médico precisa gostar muito de estudar. Afinal, não é apenas o vestibular que necessita de comprometimento em razão da competitividade, mas a faculdade, a residência e também o dia a dia da profissão, principalmente com leituras, pesquisas e análise de cada caso.

O estudante que tem o perfil para seguir Medicina precisa gostar muito de Biologia, experimentos, de pessoas, ser solidário, além de outros vários requisitos que apresentaremos ao longo deste post.

A Medicina é um curso superior que conta com seis anos e mais dois de residência, podendo chegar a três em determinadas áreas, ou seja, a formação exige muita dedicação, disciplina e força de vontade. São fatores que recompensam quem entra no mercado, pois é uma das profissões mais bem pagas e sempre há vagas, ou seja, traz prestígio e credibilidade.

No entanto, nem tudo são flores. Para chegar ao tão sonhado consultório ou plantão, você terá pela frente uma rotina bem puxada e cansativa.O curso é integral e ainda envolve muitas aulas práticas. Assim, saiba que análises laboratoriais, pesquisas e conteúdo teórico serão uma realidade.

Quem quer ser médico não pode ter medo de sangue e muito menos ser alheio ao ser humano. É preciso ser prestativo, flexível, tendo prazer em escutar e ajudar os outros. Gostar de ler também é importantíssimo tão quanto a vontade extrema de ir em busca de novos tratamentos.

Pessoas dedicadas têm a característica de um médico, principalmente pelo fato de a profissão sempre ter cargas horárias altas, inclusive acima de 12 horas diárias. A sensibilidade deve ser apurada, assim como a facilidade para trabalhar sob constantes pressões.

Desafios do curso de Medicina

cirurgia curso de medicina

A Medicina impõe vários desafios logo nos primeiros dias do curso. Aliás, antes dele, tendo em vista o concorrido vestibular. Há exemplos de pessoas que demoram mais de cinco anos para conseguir a nota de ingresso, mas que não desistem e vão atrás dos seus sonhos.

Mesmo que o teste vocacional para Medicina tenha sido realizado, você precisa saber que essa formação exige altos investimentos, pois o aluno dificilmente conseguirá desempenhar alguma geração de renda ao longo do curso por conta da carga horária integral.

Mesmo que a faculdade seja pública, existem os custos dos livros, equipamentos e afins.

É importante atentar à rotina cansativa. O estudo deve ser uma prioridade, abrindo muitas vezes mão de atividades sociais com os amigos para focar no desempenho. Após a faculdade, ainda tem a residência. Algumas são mais extensas, como em Endocrinologia ou Cardiologia. E mais uma vez haverá exames de seleção.

Apesar de tudo isso, a profissão é maravilhosa e compensa todos os esforços. Os médicos são essenciais na condução da vida em sociedade e ajudam os cidadãos a viver mais e com qualidade.

Habilidade e competências da profissão

Ser médico não é tarefa fácil. No entanto, além do prazer da prática da profissão, os altos rendimentos são bem atrativos e fazem com que muita gente opte por esse caminho.

A Medicina é uma jornada que exige estudo e atualização constantes. Dessa maneira, mesmo após formado, você terá que comparecer a congressos e cursos, pois as novidades sempre estão acontecendo: seja um medicamento, nova forma de abordagem ou equipamento com tecnologia mais moderna.

As publicações científicas também exigem concentração. Outra habilidade necessária é a flexibilidade para se adaptar a horários diferentes, tendo em vista que o profissional pode atuar em vários locais.

Assim, é muito comum um médico realizar plantões, fazer atendimentos em uma UPA e ainda contar com um consultório próprio. Com a experiência, muitos médicos ganham mais autonomia e acabam fixando uma rotina mais leve.

O equilíbrio emocional também é necessário, pois haverá diversas situações tensas. Ser médico é saber que o dia a dia terá curas e também mortes tanto quanto alegria e tristeza por parte dos pacientes e seus familiares.

Como não se abalar com tudo isso? É aí que entra o equilíbrio. Por isso, o profissional também precisa se cuidar bastante.

Perspicácia e empatia entram no rol das habilidades, pois é preciso ter um olhar clínico diante dos pacientes e seus respectivos diagnósticos. A empatia se encaixa no momento de saber ouvir as queixas, o histórico e em todo o relacionamento para criar confiança.

O perfil do médico

Alta sensibilidade e capacidade para desenvolver um pensamento rápido e estratégico fazem parte do perfil profissional que um médico deve ter. Afinal, muitas ações deverão ser tomadas sob pressão e o tempo pode influenciar a vida do paciente.

Saber trabalhar em equipe e ser atencioso faz grande diferença, além de ser ético. Como a profissão exige dedicação extrema, o prazer pelo que se faz deve sempre existir, ou seja, é preciso amar a Medicina e seu dia a dia.

Além disso, quem faz Medicina poderá escolher inúmeras áreas para ser especialista. Nesse momento, é preciso ter um perfil de acordo com a especialidade. Se você quiser ser pediatra, por exemplo, é necessário gostar de crianças e adolescentes. Atração pelas doenças mentais e seus tratamentos entra no perfil de quem quer seguir a Psiquiatria.

A carreira do profissional

A carreira do médico no Brasil é uma das mais promissoras em comparação a todas as demais profissões. Isso porque os salários são altos e há ainda o prazer de ver o agradecimento de um paciente após obter a cura contra determinada doença.

Geralmente, logo na residência, o médico já ganha mais de R$ 6.000, valor que dobra após formado. Com consultório próprio e atendendo no SUS, muitos profissionais conseguem um faturamento líquido de mais de R$ 20.000 por mês, ou seja, o esforço é recompensado.

Outro aspecto que atrai muita gente para a área é que é muito raro haver desemprego para quem é médico. Pelo contrário, sobram vagas nas prefeituras. Inclusive há concursos públicos que nem recebem o número mínimo de candidatos por conta da falta de profissionais de determinadas especialidades.

Onde estudar Medicina?

Inúmeras faculdades disponibilizam o curso de Medicina, principalmente as particulares. As mensalidades são as mais altas do Brasil, com valores que ultrapassam R$ 10.000 por mês.Mas existem as oportunidades nas públicas, inclusive com ingresso via Sisu. Veja algumas opções:

  • Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo;
  • Universidade Estadual de Campinas;
  • Centro Educacional Anhanguera;
  • Faculdade de Medicina do ABC;
  • Universidade Federal de Uberlândia;
  • Universidade Federal de São Paulo.

Portanto, caso você tenha desejo e esteja dentro do teste vocacional Medicina, não deixe de ir em busca do seu sonho de se tornar médico. Certamente, sua vida será recheada de realizações e muito sucesso.

E aí, está empenhado em passar no vestibular de Medicina? Ou ainda tem dúvidas sobre qual carreira seguir? Aproveite e faça o teste vocacional da Orientu e aprimore sua escolha!

Você pode gostar também